Prefeitura de Água Boa multa empresa da coleta de lixo

Postado em 18 Janeiro 2019
por Ascom - AB
Acessos: 544

A Engeservice Serviços de Engenharia e Construção Eireli-empresa contratada para fazer a coleta do lixo urbano, foi notificada e multada pela prefeitura, por conta de irregularidades na prestação do serviço. A Engeservice é responsável pela coleta de lixo desde outubro de 2018, quando foi a vencedora do processo de licitação para a coleta de lixo nas vias urbanas.

Mas, desde que, começou a prestação do serviço, o que tem se verificado, é uma constante reclamação da população e insatisfação com o sistema atual de coleta.

De acordo com o Secretário das Cidades Cristiano Seibel Dalla Costta, a população tem reclamado com freqüência sobre os constantes atrasos e a forma de acondicionamento dos sacos de lixo em cima das calçadas durante a rota dos caminhões. “A situação gera incomodo e a população tem razão nas cobranças. Todos querem uma cidade limpa e organizada. Em momento algum nos furtamos de falar do problema. Como responsável pela gestão do serviço, estamos sistematicamente atuando junto à empresa em busca de soluções. Já fizemos várias reuniões para corrigir o problema, inclusive com notificações e multas para empresa responsável”. 

Em reunião realizada em Água Boa, o Diretor Proprietário da Engeservice Serviços de Engenharia e Construção Eireli- Fernando Rocha, disse que o serviço deixa a desejar, em função de problemas operacionais e principalmente pelo grande volume de lixo que é produzido diariamente na cidade. “Nosso objetivo é desempenhar um serviço de qualidade, mas infelizmente, estamos com algumas dificuldades. Temos a consciência que o serviço está abaixo do esperado, mas estamos estudando formas para melhorar o atendimento, uma vez que a cidade de Água Boa contou nos últimos anos com um serviço de qualidade nessa área”.

Para o Secretário de Planejamento e Finanças Fábio Tadeu Weiller, quando a Engeservice Serviços de Engenharia e Construção Eireli, participou do processo licitatório, tinha pleno conhecimento da demanda exigida para execução dos serviços, bem como, o valor estimado a ser pago, uma vez que, a regras para contratação e a forma de prestação dos serviços estavam bem definidos no edital. Ou seja, não existiram problemas no transcorrer do processo licitatório, como foi divulgado.   “Naquele período da licitação da coleta do lixo, participaram 14 empresas, as quais ofertaram seus preços lance a lance e sendo ao final a Engeservice vencedora. A mesma ofertou o menor preço, fato que considero que empresa estava ciente de suas obrigações e responsabilidades. Em virtude de termos considerado que a Engeservice, fez uma proposta abaixo da média estimada pelo município e visando principalmente verificar suas condições da exeqüibilidade da contratação, exigimos que a vencedora nos apresentasse a viabilidade de sua proposta e demonstração de suas condições de pactuar o contrato. Diante da exigência, a Engeservice nos apresentou uma declaração, atestando possuir as condições técnicas, operacionais e financeiras para a execução do serviço dentro do valor ofertado. Diante do demonstrativo apresentando, então foi celebrado o contrato. Portanto, afirmo que, em nenhum momento ocorreu problemas na licitação e nem no decorrer do contrato. O município está com o pagamento em dia e tomando providências legais relativas à execução dos serviços, buscando garantir e fornecer um serviço de qualidade a população”. Disse Fábio