Prefeito Mauro Recebeu Maior Comitiva de Autoridades no Município

Postado em 24 Junho 2019
por Ascom - AB
Acessos: 69

O Prefeito de Água Boa Mauro Rosa, considerou extremamente positiva a realização da Audiência Pública para debater a construção da FICO. O encontro ocorrido no último dia 14 de junho reuniu em Água Boa uma das mais robustas comissões de autoridades, jamais vista na região para um encontro desta natureza. “Foi muito importante a presença das nossas autoridades. O assunto é de interesse nacional. Estamos todos engajados em busca de um mesmo objetivo, tendo em vista a necessidade de investimentos no setor ferroviário. Agradeço imensamente a participação de todas as autoridades e convidados. Água Boa e região agradecem a atenção de todos”.

O evento contou com a participação do Governador de Mato Grosso Mauro Mendes, do Ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas, dos senadores Wellington Fagundes, Jayme Campos, dos Deputados Federais Neri Geller, José Medeiros, Valtenir Pereira, Dr. Leonardo, dos Deputados Estaduais Nininho (requerente da audiência), Dr. Eugênio, secretários municipais, autoridades regionais, vereadores, empresários de diferentes setores

Para o Prefeito Mauro, a implantação da ferrovia é objeto de reivindicação de toda a Região do Vale do Araguaia como alternativa de transporte no estado, que tem a maior produção de grãos do país e que passa por sérios problemas de logística em todas as áreas, especialmente quando o assunto é transporte da safra agrícola. As estradas não oferecem condições adequadas e os caminhoneiros sofrem com a situação de descaso fazendo com que a produção seja depreciada, em função do alto custo para alcançar os grandes centros de distribuição.  “Foi um debate muito importante. Acredito que a Ferrovia Integração Centro-Oeste (FICO) tenha a sua implantação definitiva e supere as barreiras da burocracia, se transformando em realidade. Enquanto permanecer emperrada, o estado e o país ficam a margem do progresso, travando o seu desenvolvimento e gerando enorme prejuízo para progresso”. Finalizou Mauro Rosa