Prefeitura de Água Boa. Audiência Pública defende permanência de traçado da Ferrovia Integração Centro-Oeste

Postado em 22 Novembro 2018
por Ascom - AB
Acessos: 623

A audiência Pública organizada pela Assembléia Legislativa de Mato Grosso, foi realizada no auditório da Universidade Aberta do Brasil (UAB).

O Objetivo foi discutir em caráter contestatório e reivindicatório, a possível alteração do traçado original que compreende os municípios de Campinorte (GO), Água Boa, Cocalinho e Lucas do Rio Verde (MT).

O Deputado Estadual Nininho foi o autor do requerimento da realização da Audiência Pública e mediador do encontro em Água Boa. “Foi uma reunião democrática e muito importante. Ouvimos opiniões e argumentos. Acho que devemos manter o traçado original, caso contrário, tudo o que foi planejado até agora se transformaria em um trabalho desperdiçado. Todos sabem, o quanto custa um projeto como este. Qualquer outra alternativa seria perda de tempo”.

Entre os palestrantes técnicos destaques para o economista Luiz Antônio Pagot, ex-diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), para o representante da Agência Nacional dos Transportes Terrestres Ronaldo Magalhães e da representante da Agência Nacional dos Transportes Ferroviário –ANTF senhora Ellen Martins.

O Senador Wellington Fagundes foi o único representante do congresso nacional a marcar presença na audiência para defender a implantação da FICO. Ele destacou a importância da manutenção do projeto original, que na sua visão gera inúmeros benefícios para Mato Grosso, sobre tudo para a Região do Vale do Araguaia.

De acordo com o Prefeito de Água Boa Mauro Rosa, a implantação da ferrovia é objeto de reivindicação de toda a Região do Vale do Araguaia como alternativa de transporte no estado, que tem a maior produção de grãos do país e que passa por sérios problemas de logística em todas as áreas, especialmente quando o assunto é transporte da safra agrícola.

As estradas não oferecem condições adequadas e os caminhoneiros sofrem com a situação de descaso fazendo com que a produção seja depreciada, em função do alto custo para alcançar os grandes centros de distribuição.  “Foi um debate muito importante. Acredito que a Ferrovia Integração Centro-Oeste (FICO) tenha a sua implantação definitiva e supere as barreiras da burocracia, se transformando em realidade. Enquanto permanecer emperrada, o estado e o país ficam a margem do progresso, travando o seu desenvolvimento e gerando enorme prejuízo para progresso. Espero que Deus ilumine a cabeça das nossas autoridades e o traçado seja mantido conforme o projeto inicial”. Finalizou Mauro Rosa

Estiveram presentes a Audiência Pública em Água Boa, prefeitos de 18 municípios, vereadores, empresários, autoridades de diversos segmentos e representantes de entidades organizadas. No total cerca de 350 pessoas lotaram o auditório da UAB, local da realização da Audiência Pública.